domingo, 18 de novembro de 2012

Seniores continuam a desiludir...

Fazendas do Cortiço (2) C.C.Corval (1)

1 - Tiago Malta
2 - João Bartolomeu
3 - Nuno Póvoa
4 - Sérgio Bento
5 - Fernando Marques (Cap.) (Hugo Ramalho)
6 - Cláudio Canilhas
9 - Pedro Cabral
13 - Bruno Barreto
16 - Rui Rosa (Roberto Cachaço)
18 - Rodrigo Feijão
23 - Nuno Baleizão

Suplentes não utilizados:
24 - Bruno Ramalho
14 - Nuno Flores

Golo:
Pedro Cabral

17 comentários:

Pierre9 disse...

Se não temos outra atitude não vencemos jogos....Cada um tem as suas limitações mas, se não forem todos a puchar para o mesmo lado não conseguimos saír desta maré de derrotas.

Anónimo disse...

Tao e agora que o santinha e o flores nao jogaram de quem é a culpa meus amigos?

Adepto atento

Anónimo disse...

Excelente observação Sr. Adepto atento. Impunha-se uma resposta á sua pergunta.

B.A.M.F. disse...

adepto atento, onde estão os teus magníficos comentários nos jogos com as Brotas e com os Arcos?ja vi que es atento mas é só quando é para por ferro...

Anónimo disse...

adeptos desses nao queremos... escumalha!!! FORÇA C.C.C

Blogue Cortiço disse...

Na partida para a 6ª jornada, o Cortiço apresentou-se com o objetivo de conseguir a 3ª vitória consecutiva e relançar-se no campeonato. O jogo iniciou-se com o Corval a tomar conta das operações, nos primeiros minutos, e com os jogadores do Cortiço a não acertarem nas marcações. Após este período, o Cortiço conseguiu equilibrar o jogo e criar o primeiro lance de perigo em que António faz golo de cabeça no coração da área mas este é invalidado por fora-de-jogo. Poucos minutos depois, o Cortiço perde a bola num lançamento de linha lateral e o Corval lança rápido o contra-ataque que resulta em golo, num bom golpe de cabeça do jogador Cabral. Após o golo, o Cortiço tomou as rédeas do jogo criando alguns lances de perigo junto à área do Corval, principalmente em lances de bola parada e num desses lances Batista envia a bola à trave.
Na segunda-parte, o Cortiço entrou forte no jogo demonstrando a raça e a atitude que este ano tanto lhe tem faltado. Na passagem do quarto de hora de jogo, Flores, num bom remate de fora da área, fez o empate. Volvidos poucos minutos, Nuno Oliveira fez uma arrancada pela esquerda, cruzou ao segundo poste, onde Batista cabeceou para uma boa defesa do guarda-redes e Rodrigo encostou, consomando a reviravolta no marcador. O Corval tentou reagir e ainda atirou uma bola à trave da baliza de Lobo num livre frontal, mas o Cortiço mostrou-se sempre mais perigoso criando vários lances de golo, três dos quais anulados por fora-de-jogo. No final, a equipa agradeceu aos fiéis adeptos do Cortiço e dedicou a vitória ao seu treinador que infelizmente não pode estar presente.
A equipa de arbitragem foi composta por Paulo Carriço (árbitro principal), Carlitos e um elemento da comitiva do Corval devido à ausência de árbitros oficiais.

Anónimo disse...

Aqui vai a explicação para tudo.

Se quizer não publique para as outras equipas nao conhecerem as vossas fraquezas.

Tiago Malta - Muito Bom
Baleizão - 19 anos, gosta da vida noturna, não treina, é impossivel estar a 100% nos jogos.
Nuno Flores - Esforçado, mas não tem escola.
Marco - Esforçado, sem escola, falta aos jogos, nunca se sabe qdo se conta com ele.
Davide - Bom, mas ja nao deve vir mais.
Barreto - Bom, disturba muitas vezes alguns jogadores nos jogos. mau ambiente.
Nuno Póvoa - Bom
Fernando - Bom
Sergio Bento - Bom quando as coisas correm bem, se começam a correr mal desliga do jogo.
Claudio Canilhas - Treina pouco, em baixo de forma devido a isso, pode dar muito mais.
Rodrigo Feijão - Bom
Rui Rosa - Esforçado mas lento nas execuções.
João Bartolomeu - Esforça-se, mas fala muito. Quando as coisas não correm bem chega a gritar com toda a gente, impaciente.
Cabral - Avançado pouco móvel, mas esforçado, reclama com os colegas.
Hugo Ramalho- Esforçado, mas não tem escola.
Rui Santinha - Treina pouco, pouco esforçado.
Roberto Cachaço - Não treina, não pode estar bem fisicamente.
Diogo - Bom, mas também não treina com a equipa.
Paulo Bento - Bom mas também nao treina com a equipa.
Cartaxinho - Não treina com a equipa.
Ricardo Victorino - Não treina, não pode estar bem fisicamente.

Como podemos ver vocês têm 8/9 jogadores que não treinam (quase metade do plantel), 3 ou 4 que não têm escola, 3 ou 4 jogadores que vão abaixo muito facilmentee não podem ouvir criticas e outros tantos que as fazem.

Uma equipa nestas condições não se lhe pode ser exigido muito.
Fazer o melhor que podem jogo a jogo.

Uma sugestão para próximos anos:

Fazer uma equipa que treine sempre junta. (1 ou 2 excepções no máximo).


Não me vou identificar para evitar alaridos, apenas estou a dar a minha opinião enquanto Sócio PAGANTE da Casa de Cultura do Corval.

Baleizao5 disse...

lol

Anónimo disse...

estes "Sócios Pagantes" fazem-me rir......

Anónimo disse...

Do comentário do Sócio PAGANTE da Casa de Cultura de Corval conclui-se que o problema é a falta de comparência nos treinos. Não se pode exigir àqueles que são de fora a mesma assiduidade dos que são da terra.
Aconselho aos que são de S. Pedro do Corval mais comparência e apoio.
Os que não jogam (ou jogam pouco) não podem receber críticas, pois não há bases.
Reparem, Caros Sócios da C.C.Corval, que neste momento quem mais dignifica a equipa é o pessoal que vem de fora.
Com tantas diferenças de mentalidade e idade é difícil manter uma equipa unida.
É triste que o pessoal da terra (pouco criticado acima) se esforce tão pouco...

Mr. Deane disse...

Caros sócios, jogadores, simpatizantes....se querem o melhor para o clube, nao podem expor certos assuntos aqui no blogue. Assuntos internos do clube têm de ser resolvidos no balneário. As criticas ( construtivas) ou conselhos podem ser dadas no campo. Treinamos terças e quintas. Há muita coisa que sai para fora do clube que nao devia sair.

Anónimo disse...

Ao anonimo da data (22 de Novembro de 2012 18:14)


Quando diz que os jogadores da terra são os menos esforçados e que os de fora são o que têm dignificado a CCC, terá que ver e ponderar seriamente essas afirmações, pois no meu caso e no caso do Roberto é impossível treinar e jogar frequentemente, pois eu trabalho a 150km de S.PEDRO DO CORVAL… será impossível vir aos treinos todos, e normalmente aos domingos ( dias de jogo) estou sempre a trabalhar, é preciso fazer uma grande “ginástica” para poder vir jogar!!


Temos outro jogador da terra que é o Fernando, onde o mesmo é possivelmente UM dos que mais se esforça em prol da equipa, temos o Rui Rosa que é de S. Pedro que não falta a nenhum treino, temos ainda o Nuno flores que também não falta a nenhum treino, por isso quando diz que os jogadores da CCC “ filhos da casa” não se esforçam terá que ver bem onde aplica isso!
É verdade que temos alguns jovens com grande valor em S. Pedro do Corval que não estão inscritos no plantel e que certamente poderiam dar algo a equipa, mas alguns estudam, outros são militares e outros ainda não conseguem vir treinar todos os dias, quando mais jogar….


Em relação à idade, não vejo onde está o problema, pois devemos ter uma MEDIA de idades no plantel de 25 anos ,eu (21), Baleizão(20), Paulinho(18) somos os maios novos!


Temos excelentes condições para a pratica desportiva, temos jogadores com excelentes capacidades técnicas, damo-nos todos bem dentro do balneário, a única coisa que nos falta é levar-mos isto tudo lá para dentro e apoiarmo-nos durante os 90 minutos, pois as camisolas não jogam sozinhas…. SOMOS UMA GRANDE EQUIPA COM GRANDES VALORES temos é tido azar, e a sorte não nos têm acompanhado!


Em relação aos maus resultados, efetivamente as coisas não estão a correr da forma que TODOS imaginavam, mas certamente vamos ultrapassar esta fase menos boa e regressar com vitórias POIS SOMOS UMA EQUIPA UNIDA.

Pedro Cartaxo #19

Pedro Cabral disse...

Sócio pagante, do seu comentário só posso falar da minha pessoa pois não gosto de falar dos outros nas costas e é assim a minha maneira de ser em tudo, já o senhor pelos visto não pq não se identifica. Este é o meu primeiro ano na CCC e posso-lhe dizer que só ainda lá estou por respeito ao treinador, presidente e colegas pois já vi que o restante exceptuando algumas(poucas) pessoas só servem para criticar. Dou-lhe razão no que diz quanto aos treinos, e sempre o disse desde o dia que conheci o plantel, uma equipa que f.semana após f.semana não pode contar com 5\6 jogadores nunca pode ambicionar nada. Assim sendo, nunca pode ser criticada por perder este e aquele jogo. Da minha parte faço todos os treinos 100kms e raramente falho a algum, quando falto é por motivos profissionais e se ás vezes critico este ou aquele colega é por ver que não estão a ser correctos com os restantes no que diz respeito ao esforço e espirito de sacrificio. Sou pouco móvel sim senhora mas, luto pelo Corval como se jogasse lá à anos e quando não tiverem contentes comigo é dizerem e serei o primeiro a sair. Felizmente jogo á 25 anos e joguei em alguns clubes e em todos fiz amigos e do que não me podem criticar é de não ser leal e honesto com todos. Não me importo que me critiquem mas, fico triste quando vejo que as pessoas não respeitam a instituição e os meus colegas. A todos os meus colegas, treinador e presidente da equipa digo, vamos mostrar no campo o que estes senhores não querem, que são as vitórias para a CCC. Abraço a todos.

Anónimo disse...

que grande palhaçada que para aqui vai

Anónimo disse...

Entao pessoal que se passa??? Vamos la unir e deixar deixar destas merdas,voces sao uma equipa ou samos o que? Vala mostrem o que valem porque tem muito que mostrar voces sao GRANDES nao percebo porque tudo isto! Força rapazes ABRAÇO Grande CCC

Anónimo disse...

Caros Amigos, concidadãos, sócios, diretores, jogadores, demais adeptos e corvalenses em geral, depois de algumas conversas, alocuções, diálogos, monólogos e rumores, que mantive e que me chegaram aos ouvidos, apenas posso concordar com o comentário de 23 de Novembro de 2012, “que grande palhaçada que para aqui vai”. Quero aqui demonstrar o meu enorme agrado pelo facto de “na minha altura”, enquanto atleta (quer de Basquetebol, quer de Futebol, pois, não esquecer o Basquetebol) e enquanto diretor desta casa, não existirem estes meios perturbadores de comunicação. Se pretendemos que este seja um meio de divulgação das atividades do clube, não se pode permitir que o mesmo seja um meio de “lavar a roupa suja”. Em parte, terei obviamente de dar as culpas ao moderador deste blog, no entanto queria aqui deixar bem claro que ninguém neste momento tem legitimidade para apontar o dedo à presente direção. As atuais picardias devem-se essencialmente ao facto do sucesso desportivo não corresponder na mesma linha do sucesso de benfeitorias e beneficiação patrimonial que se tem verificado. No entanto, temos que reconhecer que antes de comprarmos os pintos, temos que primeiro fazer o galinheiro, e os pintos não são frangos logo no dia seguinte. Há que dar o tempo ao tempo, e o benefício da dúvida tem que ser dado a esta direção que tanto tem dado de si própria.
Para além de tudo isto queria deixar aqui o meu testemunho em como tudo isto foi bem diferente no início. Eu e os meus colegas do Basquetebol treinávamos á chuva no chamado “ Quintal da Sociedade” mas ao fim de semana quando nos calhava jogar em casa jogávamos no pavilhão Gimnodesportivo de Reguengos de Monsaraz, ou seja jogávamos sempre fora. No que diz respeito ao futebol, os meus inícios foram a treinar com a equipa principal num espaço improvisado junto ao Atual Bairro 25 de Abril, espaço esse ínfimo, nunca comparável com o enorme PELADO do Parque Desportivo de Corval, mas apesar disso conseguiu-se quase o impossível: a subida de Divisão, ainda hoje me penitencio por não estar presente nesse momento. Na época seguinte já comigo presente na equipa treinávamos no campo da equipa Perolivense devido ao facto de, no Parque Desportivo de Corval ainda não termos a tão desejada iluminação, não sendo no entanto fator prejudicial à excelente prestação que a equipa registou.
Por tudo isto queria deixar aqui um grande apelo aos atuais atletas da equipa, sejam sempre os mais humildes, da humildade se fez a CCC e assim se deve manter. No presente, graças ao excelente trabalho das sucessivas direções e apoio incondicional que os diversos órgãos autárquicos prestaram, vocês têm as melhores condições de sempre para se divertirem, praticaram o vosso desporto preferido e mostrarem o porquê de pertencerem a uma das instituições mais carismáticas da Associação de Futebol de Évora.
Tendo em conta que para mim, ninguém gosta mais da CCC do que eu, e apesar de discordar de alguns pontos de vista da atual direção, o que, em todas as organizações é normal acontecer, quero desta forma e por este meio deixar bem claro e sem dúvidas relativamente á minha pessoa, que o meu ex dirigente (enquanto atleta) e meu ex colega (enquanto diretor), Ex.mo Sr Presidente Francisco Fialho e restante corpo diretivo poderão sempre contar comigo para ser o primeiro a defender a vossa causa e estar presente, quer nos melhores, quer nos piores momentos.

Orgulho-me MUITO de ser sócio da CCC

João Carlos Borrego Alves da Silva

Anónimo disse...

Caro Presidente,

para estabilidade do grupo e da tua própria pessoa, acaba come sta palhaçada e fecha esta coisa que só serve para pessoas cobardes virem dar cabo do que tu e a tua direção estão a fazer em prol da aldeia e do desporto.

Um abraço.

Um ex colega CM